Translate

Top vídeos

Loading...

quinta-feira, 12 de julho de 2012

ACJU (Associação de Congregações Judaicas da Unidade)

     O Judaísmo  da Unidade não é Judaísmo Messiânico, mas Judaísmo com o testemunho de Yeshua e com uma identidade essencialmente judaica. O Judaísmo da Unidade promulga uma visão clara da Unidade do Eterno, de que Ele é Uno e indivisível. Acreditamos também que Yeshua é o Messias, sendo o primeiro a ser criado e por isto o primogênito da criação. A base da nossa fé está na Torah, que é o referencial imutável do que está certo e do que está errado, do que agrada a D’us e do que não agrada a D’us. O testemunho do Messias Yeshua abriu uma grande porta para os judeus retornarem ao Eterno, restabelecendo uma comunicação espiritual com D’us e ao mesmo tempo veio a ser uma luz para os gentios, na medida em que através do seu testemunho muitos entre as nações podem se converte ao Eterno, o D’us de Israel.

     A congregação do Eterno começou com Abraão e assim, Yeshua não veio fundar o cristianismo, mas começar uma restauração que se tornará plena na sua segunda vinda, quando reinará em Jerusalém num governo milenar de paz. A verdadeira Congregação do Eterno é constituída por judeus circuncisos na carne e no coração, e por gentios circuncisos no coração, os B’nei Noach. Uma prioridade para esta geração é o retorno ao judaísmo bíblico, sem misturas, e com uma identidade essencialmente judaica.

     O Judaísmo da Unidade difere em muito do Judaísmo Messiânico e surge como uma nova proposta de um judaísmo que tem o testemunho de Yeshua, mas não perde sua identidade judaica. O Judaísmo da Unidade declara que o Eterno é Um, que Yeshua é o messias e que a Torah (lei) é o padrão imutável que foi estabelecido pelo Eterno. A teologia Judaica da Unidade difere completamente do cristianismo, cujas premissas são contraditórias a Torah do Eterno e aos próprios ensinamentos do Messias Yeshua. Entre elas a doutrina da trindade que é contraditória com a verdade da Unidade do Eterno, a visão da “igreja de Cristo” que teria substituído Israel, o que também é contraditório com a visão da Congregação do Eterno que começou com Abraão, e por fim a doutrina da anulação da lei que é totalmente contraditória com a própria Torah do Eterno, que segundo o Messias Yeshua permanecerá inabalável enquanto existir os céus e a terra (Mateus 5:17-19).

     Sejam bem vindos aqueles que querem se associar ou tornarem-se parceiros desta visão, tanto congregações judaicas como congregações de B’nei Noach.


     Foto da reunião de fundação do ACJU (Associação de Congregações Judaicas da Unidade). Além do Rosh Marcos, outros líderes e o Marcelo Itagiba e Varda Usiglio também falaram sobre a trajetória do Rosh Marcos até o estabelecimento do Judaísmo da Unidade e o trabalho de florestamento em Israel respectivamente. No evento, membros da Beit El Shamah, pessoas da comunidade judaica, e líderes do movimento Judaico da Unidade de outros estados marcaram presença. Na Foto o Rosh Marcos Andrade Abrão abre o evento com uma palavra inicial. Em breve o vídeo com a reportagem completa do evento.

Shalom! Shalom!

________________________
BEIT EL SHAMAH
www.beitelshamah.com.br
____________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.